23/08/2016

As duas beldades iraquianas que estão imunes


O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Iraque chamou a Bagdade o embaixador daquele país em Portugal para uma reunião sobre a agressão de um jovem português em Ponte de Sor. 
O ministério convocou o embaixador do Iraque em Portugal, Saad Mohammed Ridha, para o consultar sobre o incidente atribuído aos seus dois filhos," refere um comunicado citado pela imprensa iraquianaAs declarações são atribuídas ao porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Ahmad Jamal.

São estas as duas bestas iraquianas que agrediram em território português um jovem português, quase até à morte, mas estão impunes pelas leis imbecis da imunidade diplomata, o que quer dizer que uma qualquer besta destas pode matar e fazer o que lhe vai nos cornos e ficar impune, não podem ser punidos, que vergonha! Que falta de respeito pelos valores humanos! Que falta de respeito pelos valores de um qualquer país que se digne desse nome, não é com toda a certeza o país deles.
Uma lei aprovada numa convenção, quanto a mim uma lei vergonhosamente inaceitável e deplorável. 
Portugal não pode aceitar que estes dois excrementos não sejam punidos pelas leis portuguesas, será inadmissível se assim não for, e sendo assim onde está a nossa segurança? Quando isto se passa no nosso país como será na treta do país deles?

22/08/2016

Bronze, em breve será de cortiça, deixem lá.........


A judoca Telma Monteiro conquistou a medalha de bronze nos -57 kg, sendo a porta-estandarte de Portugal na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos Rio2016, anunciou o Comité Olímpico de Portugal. 

Vamos lá ver, finalizados os jogos olímpicos, onde os tugas estiveram representados, apenas uma simples medalha de bronze, porque não havia de cortiça, se em breve as houver seremos o nº. 1 a candidatos.
Até no desporto somos fracos, é evidente que não nos podemos comparar com os países com um grande número de cidadãos, mas como somos mauzínhos em quase tudo, está bem assim, uma medalinha de bronze apenas.
Apontar culpas a quem? A quem tem o dever de olhar mais pelo desporto, o Estado, mas como tudo é secundário e até mesmo a saúde dos portugueses, o desporto que sempre foi coisa  de elites não podia ser excepção.
Desde 1976 que Portugal tem trazido sempre medalhas, à excepção dos jogos de Barcelona de 1992. No total de participações, Portugal soma 24 medalhas: quatro de ouro, oito de prata e 12 de bronze.
No total temos 24 medalhas, mais a da actual selecção de futebol no europeu de 2016 são 25 em comparticipações de alto nível, já está bem, e como diz o velho ditado, para quem é bacalhau basta.

20/08/2016

Nas ditaduras terceiro-mundistas ganha sempre o mesmo


MPLA: José Eduardo dos Santos reeleito com 99,6% dos votos, único candidato à presidência do partido, José Eduardo dos Santos foi eleito com 2.543 votos a favor, cinco contra e cinco abstenções.

No entanto, e verificando o que se passa na pouca vergonha das democracias do primeiro mundo e particularmente na portuguesa, os ditos partidos democratas que são contra estas ditaduras não deixaram de estar presentes na eleição deste ditador, por exemplo o partido português que se diz de direita democrática CDS-PP. e que não gosta destas ditaduras ditas de esquerda.
Hélder Amaral sublinhou que agora com existem “muitos mais pontos em comum” com o partido liderado por José Eduardo dos Santos, manifestou satisfação pelo primeiro convite para participar num congresso do Movimento Popular de Libertação de Angola. Paulo Portas também esteve presente como observador empresarial que agora é.
Mas houve um homem de nome Manuel Monteiro, ex-lider centrista que teve a coragem de dizer a verdade. 


video

18/08/2016

Era mais um tacho, mas outro aparecerá com certeza


O BCE não aceitou para administradores da Caixa nomes com potencial conflito de interesses e que não tenham disponibilidade para a função, soube o Económico. 
O Económico confirmou que Leonor Beleza, única mulher da lista, proposta ficou de fora da administração da CGD, devido à falta de disponibilidade para a função (inicialmente foi referido que Leonor Beleza tinha prescindido do salário para desempenhar a função de administradora não executiva da CGD).
Ricardo Mourinho Félix admite que a lei bancária possa ser alterada para que os oito administradores agora chumbados possam ser aprovados.

Para quando o fim dos lobbys neste país? Porquê? Então esta senhora não tem já o suficiente no que diz respeito a emprego para se disponibilizar para mais um tacho? São sempre os mesmos, mesmo que repitam as asneiras eles estão lá, quem são? São os meninos dos partidos políticos!
Para administrar um banco são necessários tantos administradores? Ou é preciso confortar os meninos com mais um emprego? Paga Zé povinho, e vê lá se tens juízo para deixares de votar nesta trampa, e depois dizes que não és culpado................., então quem é Zé? Sãos que já acordaram e não votam nestes clãs? Que chatice.................

15/08/2016

Corruption in the Portuguese government


Não quero nem posso dizer algo a respeito deste vídeo, mas a fazer fé na sua verdade, digo apenas assim: A quem estamos entregues? Que país é este? Que gente é esta? São um bando de salafrários e de cretinos, é a esta gente que este país está entregue.

12/08/2016

E se fosse um pilha galinhas? Teria a mesma benesse


O ex-banqueiro Ricardo Salgado que, em finais de 2015 viu transformada a prisão domiciliária em apresentações periódicas na PSP, está dispensado de se apresentar à polícia, durante 30 dias, por motivos de férias.
A decisão do juiz Carlos Alexandre foi tomada na sequência de um requerimento apresentado pelos advogados do ex-banqueiro, o que, à partida, lhe permite deslocar-se livremente em território nacional, sem que tenha necessidade, durante este período, de ir à Esquadra da PSP de Cascais para fazer as habituais apresentações periódicas.

Bem, mais que pilha galinhas é ele, pilhôu milhões, mas quando se pilha milhões somos heróis e reconhecidos como tal, e aqui está mais uma benesse para um multimilionário português, enquanto que aos pobres coitados se lhes proíbem tudo, terão todos aqueles que estão a contas com a justiça estes privilégios? Não têm com certeza, só a senhores como este é que lhe é reconhecido estes direitos.
Um homem que fez perder o trabalho de uma vida a tantos portugueses, e a todos os portugueses está a fazer pagar os erros que cometeu à frente do banco do qual era proprietário, e assim vai poder gozar de um periodo de férias sem obrigações para com a justiça.
Afinal a justiça não é igual para todos como se diz em Portugal, não é a justiça nem são grande parte das coisas, todos iguais mas muitos são diferentes, que injustiça esta........................

09/08/2016

Ainda há por cá gente assim?


Estávamos em casa e, como moramos perto da autoestrada, vimos que estava uma grande confusão. Pensámos que era um acidente e fomos tentar ajudar", explica, ao JN, Lucinda Borges, que nesse domingo se tornou uma preciosa "voluntária", oferecendo água aos automobilistas que ficaram retidos numa gigantesca fila de trânsito, na A1, no sentido Porto Lisboa .
Lucinda Borges conta ao JN que, juntamente com o marido, Paulo Pereira, entregaram mais de " mil litros de água", comprados com "dinheiro do próprio bolso", às várias pessoas que estavam na estrada.

Não é muito normal nas gentes de hoje, onde os valores de entreajuda quase se esgotam, ma ainda há por cá gente assim. Não estava por lá, mas agradece da mesma forma a atitude deste casal, por mim o meu muito obrigado e que continuem fazendo o bem e olhando por quem precisa. Obrigado!

05/08/2016

O eco sistema político português


Os secretários de Estado Rocha Andrade e João Vasconcelos viajaram a convite da Galp para assistir a jogos de futebol.

Há que suspeitar................., porquê estes e não uns Zé dos anzóis? Ou será  o ecossistema político-empresarial a funcionar? Cliquem no linck (ecossistema político empresarial) e vejam como os nossos políticos correm atrás das empresas.
Já estará um contrato de trabalho em curso depois do final dos mandatos? Talvez............ há que suspeitar.............

02/08/2016

Neste país, neste sistema de saúde, e que futuro?

Pelo segundo ano consecutivo, a natalidade está em tendência crescente em Portugal.
No primeiro semestre de 2016, realizaram-se mais 2639 testes do pezinho do que no mesmo período do ano passado.
O partido de Assunção Cristas leva esta tarde a debate na Assembleia da República um conjunto de 25 iniciativas legislativas para promover a natalidade. PCP e BE também têm propostas. Centristas à espera da posição do PS.

Então vamos lá: Não sei porquê o grande interesse dos nossos políticos, dos grandes senhores e de alguns com falta de bom senso, no aumento da natalidade, afinal eu sei porquê e não sou assim tão pouco inteligente.
Estou cansado de dizer isto o que a seguir escreve: Portugal é um país pobre, dos mais pobres do mundo civilizado, tem presentemente 10,5 milhões de habitantes, tem uma área geográfica pequena, será que precisa de mais habitantes? Uma pura mentira e uma hipocrisia baseada no interesse de alguns e em particular do grande capital imperioso que ao não ver o país atulhado de gente começa pensar que no futuro não vão ter escravos para que as suas vidas continuem belas e fulgorosas.
Pensam os faustosos que um país com muita população será um país com futuro, eles sabem que não, mas o interesse deles está acima do interesse do ser humano, se assim fosse os países com muitos milhões viviam na opulência, o que infelizmente é o contrário.
Vamos pôr os olhos nos países mais ricos e com maior índice de felicidade e bem estar, têm assim tanta população? Não! Um exemplo A Noruega, e Suécia, etc, para não falar em mais, agora vamos aos muito populosos, O Brasil, a China, os países africanos, os da América latina, etc, faz-me lembrar um velho ditado, muito filho faz o pai pobre, e é verdade, mas os interessados não se preocupam com o bem estar de quem nasce, eles preocupam-se é se no futuro vão ter com abundância a mão de obra barata e em abundância como já acontece, se vai existir saúde para todos, se os pais podem ou não educar e cuidar dos seus filhos, os abutres não se preocupam, querem é massa humana para comer.
Portugal tem uma saúde frágil, o emprego é quase inexistente, a pobreza abunda cada vez mais, mas eles incitam à taxa da natalidade, Para quê?
Oferecer um filho nesta condições, meu Deus....................., eu não o faria, porque já sei como é, que tenham juízo os que estão em idade fértil, e não devem ir nas conversas destes interesseiros.
Olhem para os exemplos dos países que que atrás citei, ponham os olhos neles e vejam onde está a verdade, eu sou um critico a muita população, porque não é com esse número elevado que os países têm futuro, onde está a riqueza mundial? Está nas mãos de meia dúzia, e o resto está para dar à pobreza, é aí que está o busílis. Um casal com um filho ou dois já é bom, o que passa daí será um desastre, e é preciso que a vida das pessoas mude para melhor, o que eu não vejo num futuro próximo nem a longo prazo, por isso, tenham juízo e deixem-nos a falar, que sejam os interesseiros a darem filhos a este mundo cruel e cheio de defeitos, os ricos que os tenham, e que se explorem a eles próprios.

01/08/2016

Quando os saloios se juntam tudo veem

video

Por volta das 14h deste domingo, foram avistadas três baleias-comuns (Balaenoptera physalus) em Armação de Pêra, no Algarve. Os animais têm entre 14 a 16 metros de comprimento e foram vistos pelos cerca de 80 tripulantes de embarcações de uma empresa de turismo marítimo algarvio.
As baleias foram avistadas a três milhas da costa, a sul de Armação de Peça, e dirigiam-se para oeste, segundo um comunicado da empresa Dream Wave, que opera os passeios dedicados à observação de cetáceos.
Esta terá sido a primeira vez que a espécie foi avistada pela empresa.

Neste Algarve, que parece que é um outro país, assim que chega o verão tudo aparece, desde o possível ao impossível, são algas, são ondas gigantes, golfinhos, etc. neste passado domingo foram baleias. Enfim..............
Diz a empresa turística que foi a primeira vez que a espécie foi avistada, não acredito, e não acredito porque isto não é verdade, foi avistada agora porque eles não passeiam no inverno, passeiam no verão e rodeados de saloios, porque só no verão se lembram do Algarve, toda a vida foram avistadas baleias na costa algarvia, porquê só agora e logo elas esperam pelos turistas no verão, que saloiada. 
Tudo isto é preciso, para chamar a clientela, claro.
Quando o Algarve está esquecido, alguém encontra os mistérios algarvios? Não! Nem sequer se lembram que ele existe ou existiu no passado, que saloios que por aqui passam..............

30/07/2016

Como tudo muda, e quando a moda pega........

Ainda não sou assim tão velho, mas por cá já contam uns anítos e uns calos que a vida me arranjou, tenho conhecido um pouco as modas e as vaidades deste povo tuga, então aqui vão elas:
No meu tempo de criança e por aí fora, estes tugas onde não lhes falta a vaidade, só a vaidade e nada mais, era desprezível comer-se sardinhas, as sardinhas era peixe de pobres e era peixe azul, cheirava a sardinha, que horror, hoje, inverteu-se a opinião, é fino, é luxo dizer-se assim, comi umas sardinhas, que maravilha, já são caras, o seu preço e tornou-se coisa de gente de "bem", gente de bem.........
O pão, o sagrado alimento, passava pela mesma opinião estúpida deste povo, o chamado pão escuro, era também uma aversão, era o pão dos pobres, e era o mais barato, o chamado pão de primeira, o pão branco, esse sim, era o pão que estes inteligentes e vaidosos apreciavam, era pão fino, hoje mudaram-se as opiniões também a cerca deste alimento, é fino o pão escuro, é o que melhor nos faz, é uma glória alguns dizerem que comi um casqueiro feito em forno de lenha, bem escurinho, que maravilha, também é mais caro o seu custo, no passado era bem mais barato, e assim os pobres o comiam, como as coisas mudam...........
O açúcar, o açúcar amarelo era o mais usado pela classe pobre deste país, era também em preço o mais barato, por isso, os pobres o podiam comprar, as Excelências ricas, comiam e temperavas as sua iguarias com o açúcar branco, era mais caro, era coisa de ricos, era açúcar pilé, hoje inverteu-se também a opinião, os ricos e expertos passaram a comer o açúcar amarelo, o açúcar dos pobres, como as coisas mudam..............
Sou de uma terra e nela tenho vivido, onde muitos se desprezavam de passar ou passear junto ao rio, onde só haviam pescadores, que horror, gente sem formação, gente que só cheira a peixe, mas era gente séria e trabalhadora, ao contrário dos muitos que se sentiam envergonhados de por lá passar ou passear, hoje é fino passear junto à zona ribeirinha, ver o rio, etc, apenas mudou o nome, zona ribeirinha, e não rio, como as coisas mudam..........
O vinho, o vinho era um tabu, todos bebiam, mas quase todos diziam que não, negavam o seu consumo, a preferência era o vinho branco, o tinto, o que hoje é o mais apreciado, era o vinho dos bêbados, dos homens das tabernas, os ilustres bebiam o branco, mesmo assim o tabu existia, hoje dão-se ao luxo de dizerem assim, comprei uma garrafa de tinto, que belo vinho, tinto? Sim, tinto, os médicos até aconselham, dizem que faz bem, já não é tabu nem coisa de gente bêbado, e até o seu preço triplicou em relação ao branco, como as coisas mudam...........
Os berbigões, era o marisco do pobre, comia-mos com papas, abertos na chapa, abertos ao natural, sei lá, até crus, os ricos e finos, esses passavam ao lado, que vergonha comer berbigão, isso faz mal, é comida de gente vil, de gente que não tem mais nada para comer, etc, diziam os expertos, hoje voltou também a ser uma iguaria apreciada pelos finos e ricos, já não causam diarreias, é fino dizer-se que comi uns berbigões assim ou assados, o seu preço já é preço para gente grão-fina, o pobre já não os adquire com a mesma facilidade, como as coisas mudam..........
A praia, a praia estava acessível a todos, os do litoral claro........, mas quem é que lá ia? Iam os pobres na parte da tarde, e nem todos, onde por lá faziam os seus piqueniques e bebiam o seus palhinhas de tinto e se refrescavam, vestidos eles de ceroulas, e elas de combinação, os ricos iam na parte da manhã, vestidos, elas de fatos de banho e toucas na cabeça, e eles de calção de banho, quando o bichinho da fome apertava comentavam e berravam, onde vamos almoçar hoje? A praia de tarde passava a ser frequentada por aqueles que se faziam acompanhar do palhinhas, onde no seu interior pairava o tintolas, aquele que hoje todos apreciam, como as coisa mudam...........
Tinha muito mais para dizer, mas termino dizendo assim, afinal que gente é esta? É gente de má qualidade, como eram os berbigões, o vinho tinto, o açúcar amarelo e o pão escuro feito em forno de lenha.

22/07/2016

O Algarve ou o inferno?


Sendo eu um algarvio genuíno, não falso, como a maioria que se dizem algarvios, porque, ou têm costelas alentejanas, beirãs, minhotas ou outras, as minhas são genuínas, e assim, se me perguntassem, o Algarve ou o inferno? Teria muita dificuldade em escolher, porque pior que o actual Algarve talvez só o inferno.
Mas então porquê? Porque isto nestes três meses de força de turismo de pé descalce ainda é pior que o inferno, no inferno não há tanto barulho, não há tantos indesejáveis, não há tantos mal educados, enfim, não há tanta coisa má, dormir é difícil, sentirmos-nos em paz e sossego é impossível, e porquê? Porque é tanta a quantidade e tão má as massas que por cá estão que me faz pensar e sentir-me assim.
Hó meu Algarve dos anos 60, onde pairavam por aqui nomes de nível nacional e internacional, onde o cheiro do passante era agradável, não o de hoje, onde o cheiro do chinelo de plástico e da t-shirt é nauseabundo, hó meu Algarve do passado, que nunca te esqueço.
É moda, dizem eles, é fino vir ao Algarve tomar banho, tudo isto é bom, mas por amor de Deus, venham menos e com mais qualidade.
Não façam de habitações albergues de 0 estrelas, não nos chateiem, venham menos, mas que venham com um bom sapato, um bom fato e um bom vestido, ocupem os hoteis e não as habitações clandestinas, talvez um bom perfume, e não o cheiro do sovaco, com esse cheiro não há lugar sempre para mais um, mas sim sempre para menos uns milhares, deixem-me dormir e sossegar em paz, não me incomodem com a alcunha de turistas, coisa que não o são, por favor aliviem-nos só um pouco..............

É esta a ditadura que a Europa ainda perde tempo em negociações?


A Turquia vai suspender temporariamente a Convenção Europeia dos Direitos Humanos enquanto vigorar o estado de emergência, decretado durante três meses, anunciou o vice-primeiro-ministro Numan Kurtulmus.
Kurtulmus garantiu no entanto que não será imposto recolher obrigatório – “Isto não é uma lei marcial”, sublinhou.  Após o golpe militar de 1980, então sim, houve lei marcial.

Quem fez o golpe de Estado falhado, fez, fez com razão ou sem, não se sabe, o que se sabe é que esta Turquia não é uma democracia, e os cenários criados depois do falhado golpe estão a provar isso.
Dizem os cretinos pseudo-democratas turcos que vão suspender a Convenção Europeia dos Direitos Humanos enquanto vigorar o estado de emergência, então, a suspensão é para garantir que os considerados delinquentes golpistas gozem dos seus direitos? Ou será para os poderem linchar? 
É este o país que a UE ainda perde tempo em negociações? É este o país que pretende entrar para a mesma UE? Um país que nem tão pouco é europeu, não é um Estado laico, e não é apreciador da liberdade nem da democracia ocidental.
Um país destes ao entrar para a Europa seria o fim das liberdades e o fim dos direitos humanos neste velho continentes onde ainda não apareceu alguém para nos dar lições de mural, valha-nos isso.
A Turquia na Europa nunca! Na Europa, os europeus, os democratas e a nossa cultura, seja ele religiosa ou política.

20/07/2016

Num país democrático bloqueia-se quem critica


Wikileaks divulgou hoje quase 300 mil emails associados ao AKP, o partido do Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e a Turquia bloqueou de imediato o acesso ao site.
A Wikileaks indicou que os emails são provenientes do domínio na internet do partido, e que estão relacionados, sobretudo, com assuntos internacionais e não com "os assuntos internos mais sensíveis", de acordo com a agência France Presse. Posteriormente, a Wikileaks divulgou 250 mil telegramas diplomáticos de embaixadas dos Estados Unidos em todo o mundo, publicação que causou embaraços sérios à política externa dos Estados Unidos. 

Bloquear, bloquear, ou prender, e até por vezes fazer desaparecer aqueles que criticam e defendem a democracia em países que não a possuem, como esta Turquia que diz ser o que não é, democrática.
Bloqueou o WikiLeaks, um site que muitos não gostam, será porque lhes descobre as carecas? Talvez, assim esta Turquia caminha a passos largos para a democracia, todo o aspecto deles são de democratas, laicos e outros afins de liberdade, são destes que precisamos na Europa, como ela já está tão boa, venha mais uma, mais uma merda.

19/07/2016

Afinal os coitadinhos não são assim tão coitadinhos


Refugiado ataca com machado passageiros num comboio na Alemanha. O atacante, um jovem afegão, que foi abatido, feriu quatro pessoas, três estão em estado grave. As autoridades falam de provável "ataque islâmico. O ministro do interior do Estado da Baviera confirma que o homem, que também usou uma faca como arma, foi abatido pela polícia e que se trata de um jovem refugiado de dezassete anos.

Coitadinhos, não são todos iguais, pois não, mas mais coitadinhos têm sido as vítimas destes escrementos, como estarão os que têm ficado vivos e sentiram todas estas estas judiarias e carnificinas? Estarão a gostar de serem atacados na sua própria terra per esta gente? Quererão continuar e a aplaudir estes democratas que os mandam vir? Ou na próxima vez irão votar na Le Pen? Ou preferirão o Trump na América?